sexta-feira, fevereiro 02, 2007

crónicas de uma tartaruga preguiçosa...


Era uma vez uma tartaruga (ainda indecisa se menino ou menina) chamada Jet. Essa tartaruga tinha uma boa vida... comer, dormir, escavar no terrário...
A história da minha tartaruga podia começar assim... na verdade a Jet (que cada dia mais me convenço é uma gaja) é uma tartaruga preguiçosa... mesmo para comer temos de ser nós a tirá-la do abrigo todas as manhã... e então com os seus vagares (ou não...depende do dia) lá começa a comer... escolhendo os pedaços de comida para abocanhar toda a alface e deixando (na maioria das vezes o resto: tomate, maçã, cenoura, uvas, espinafres...). Quando acaba a hora da refeição... toca de regressar ao abrigo onde escava, escava, escava... sem ir a lado nenhum... tudo com a sua lentidão...
Ah... mas quando a deixamos andar sozinha no chão da casa... é sempre a abrir... junto às paredes a tentar descobrir os cantos à casa (literalmente)... no único dia (depois da quarentena) em que a pude por no jardim lá de casa parecia que era uma tartaruga que tinha tomado ecstasy... a andar muito depressa (consideremos que ela é uma tartaruga e das lentinhas...) para o que é costume... lá foi ela para a relva e gostou... mas o inverno chegou e como ela ainda é novinha, não pode ficar ao frio sob pena de apanhar uma pneumonia... e nós não queremos isso pois não?? NÃO!
Para além destas pequenas manias... a minha tartaruga decidiu que tem um intestinos a condizer... ou seja muito preguiçosos... todos os dias lá a pomos no parapeito da janela para correr a maratona ao sol e por os intestinos a funcionar...e aí toda a gente se ri comigo... pareço uma mãezinha preocupada e super orgulhosa quando a "criançinha" faz as suas necessidades... E o mais engraçado de tudo é a maneira como eu sei que ela está a fazer as suas necessidades... encolhe-se toda fecha os olhos e depois é como se estivesse a espirrar... até fica com lágrimas nos olhos... tontices de quem quando não tinha mais nada para fazer passava horas a observar a tartaruga (Genial?)...
Mas agora não sou só eu que sou assim... o Pedro também começou a vibrar com as pequenas vitórias desta nossa "criança"!!! E agora só pensamos em arranjar uma casa nova para a "piquena", pois ela vai crescer e merece mais espaço... além do mais vai ficar de herança para os meu netos quando nós já não estivermos por cá, pois estas tartarugas vivem até aos seus 70 anos...
Em breve vamos trazer a Bolacha Maria para a Covilhã (fim de semana do referendo)... e se ela já na Marinha com tantas distrações numa casa grande é completamente vidrada na Jet... vai ser um espectáculo... e para essa altura ficam prometidas as crónias de uma Bolacha que não tem juízo.

5 comentários:

Taina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Taina disse...

e que comece a tourada! olé!


(devias ver a bolacha e a bianca ol naite longue(!) a correrem atrás uma da outra... lol)

anitacanita disse...

:D vai ser lindo :)
beijocas e espero q esteja tudo ok

Penélope disse...

hehehehe, estou a imaginar essa 'tourada' :)
Bjs

Maçanica disse...

Nós temos 11 gatos: meninas num lado e meninos no outro, por causa das touradas!!! :)