segunda-feira, abril 24, 2006

O regresso dos zombies ou os sussurros nos corredores

Após quase 3 semanas de um silencio imenso pelos corredores da universidade, hoje comecou o novo semestres... para ser sincera nem tinha dado por isso... nao fosse o numero exagerado de pessoas na paragem de autocarro esta manha (mais de 1 pessoa, ou seja nao estava sozinha)... é o que faz viver numa area so de estudantes, durante as ferias fica tudo deserto...
Mas apartir de hoje volto a poder usar o meu cartao de autocarro, em vez de todos os dias ir sacar dinheiro trocado para o autcarro ao "Holiday fund"... sim porque nestes autocarros nao se dá troco...
Os corredores ja estao cheios de alunos a maioria deles com cara de zombies, de quem nao dormiu para acabar aquele trabalho que tem de entregar amanha ou de quem teve a fazer grandes festas de regresso de ferias!
Confesso que nao gosto das ferias da pascoa... o tempo por estes lados esta inevitavelmente cinzento e fica tudo deserto na universidade... ferias por ferias se tivesse de ficar a trabalhar prefiro as do verao onde pelo menos ainda é agradavel sair de casa... sentar na relva do jardim da universidade...
Hoje gostei de voltar a ouvir o barulho, os sussuros nos corredores... eu sei que eu estou descansada e que já estive no lugra deles super stressada com trabalho... mas daqui a 3 semanas a maioria deles comeca os exames e a meio de Junho já está tudo silencioso outra vez...
Acho que vou sentir falta deste ciclo... mas algo melhor me aguarda!!! E a memoria fica!
Jokas

sexta-feira, abril 21, 2006

descobertas...

Ontem descobri que nao gosto de assinar "Dra Ana Henriques"... nao gosto mesmo... nao me parece certo ainda...

Hoje descobri que estou cada dia mais emocional, quando uma lagrima apareceu quando li o que ela escreveu... Bolas tenho mesmo as hormonas aos saltos...

O que me diverte mais é pensar no que vou descobrir amanha... o que será? Eu adoro surpresas!!!

quinta-feira, abril 20, 2006

de volta

Pois é estou de volta... de umas mini férias, que souberam a pouco... foi uma semaninha sem por os pés na universidade...
A tese já está... encadernada e entregue... já nao há nada a fazer... agora estou por aqui a tentar acabr uns artigos... tentar organizar o regresso a portugal...
Este fim de semana foi tempo de comecar a separar e arrumar as coisas a levar... 2 malas já feitas e para ai uns 4-5 sacos de tralhas para dar... É mesmo incrivel o que uma pessoa acumula em 6 anos... e pensar que eu cheguei aqui com duas malas!
Faltam pouco mais de 2 semanas para o meu regresso... estou perto do fim e estou contente...
Podia neste post que prometi que ia ser bom contar-vos como foram as mini-férias, mas para ser sincera nao foram nada de anormal... muito descanso e dormir até tarde... alguns passeios até Cardiff Bay... algumas idas ao cinema... arrumacoes lá em casa mas melhor que tudo muito descanco... e nao pensei em trabalho... soube mesmo bem...
Hoje estou com um dilema... que até ao final do dia tenho de decidir... Tenho de comecar a "cobrar" pelo meu trabalho... por fazer uma apresentacao para uma empresa em Portugal para um congresso... perguntei quanto deveria cobrar... e as duas respostas foram muito diferentes, uma o dobro da outra... E para ser sincera fiquei um bocado confusa... nao sei quanto pedir... isto é tudo mesmo muito estranho para mim...acho que vou acabar por pedir algo no meio...
Anyway... Estou muito contente... por ti oh, para mim tia babada!) e por ti (uma prenda de páscoa espectacular!)... muitas felicidades!
Bem agora tenho de fazer algum trabalho...
Jokas a todos

terça-feira, abril 18, 2006

(férias)

OK... blog está de férias até quinta...depois prometo um belo de um post!
Jokas

quarta-feira, abril 12, 2006

parabéns!!!



Estou muito mas muito contente por ti!!! Posso ser uma titia virtual???
Jokas aos dois!
Ana e Pedro

terça-feira, abril 11, 2006

Alguem me explica...

Porque é que o CD "In Between Dreams" do Jack Johnson é tao viciante?
Nao consigo parar de o por a tocar... claro que tb é o unico que tenho aqui no escritorio neste momento, mas sinceramente é o unico que me apetece ouvir... porque?

Estes dias...

Estes dias teem sido estranhos...
Nao está ninguém no escritorio... a universidade deserta... toda a gente em férias... Já nao tenho trabalho no laboratório... já corrigi a tese e imprimi todas a cópias (estou a espera de uma nota de encomenda para poder ir encadernas as ditas)...
Hoje faltam 24 dias para voltar... O dia está cinzento... a Primavera tarda em aparecer... as temperaturas raramente sobem a cima dos 10 graus...
Hoje trataram-me por Dra pela primeira vez desde o dia da defesa (sem ser a brincar)... sei que é o meu titulo, mas ainda nao me parece certo... Nao gosto de formalidades... Nao fiz o doutoramento para ser doutora, mas para ser uma investigadora...
Tenho tanto que fazer...
Decidi organizar um "leaving do"... um jantar para me despedir dos meus colegas aqui da universidade num restaurante "portugues" (Nando's, frango grelhado com piri-piri!)... mas quanto mais o preparo menos me apetece ir... isto nao é normal!
Este fim de semana vai ser fim de semana de decidir o que vamos levar connosco e o que vai ficar... comecar a ver o que vamos dar a organizacoes de caridade, a amigos... arrumar os milhentos dossiers e livros...
Parece que quanto mais quero que o tempo passe rapido, mais lentamente ele passa...
Anyway... estou entusiasmada por voltar... se bem que um bocado triste que só vou saber o resultado da candidatura a Bolsa da FCT lá para Julho... inicialmente era meados de Maio (quando o prazo de fecho da candidatura era finais de fevereiro) depois era meados de junho (quando o prazo foi alargado para o final de marco) e agora é julho, pois com o dinheiro extra que o governo decidiu dar para a investigacao (nao que eu me esteja a queixar) aumentaram o prazo outra vez para 17 de Abril... Mas estou optimista em relacao a bolsa... vamos ver o que vai acontecer...
Jokas

quarta-feira, abril 05, 2006

o porque...

Quando digo a muita gente que vou voltar para Portugal a maioria das reacoes que encontro é de surpresa:
"Mas porque... portugal é um atraso de vida!"
"Ai no Reino Unido é que é!!!"
"Isto aqui sao só ladroes e criminosos!"
"Nao voltes!"

Quero voltar pois acho que sim... as coisas em Portugal nao estao bem... mas se ninguem que conheca uma realidade diferente (nao que aqui no reino unido as coisas sejam assim tao melhores) voltar... arregacar as mangas e tentar mudar nem que seja uma unica pessoa, ai as coisas nunca vao mudar...
Hoje li um texto que é mesmo a mentalidade portuguesa:

"Porque te queixas?" de Pedro Rolo Duarte, in DN online

" propósito do lançamento em Portugal de um livro da psicóloga espanhola Maria Jesús Álava Reyes, a Notícias Magazine de domingo passado fazia uma declaração solene na capa: "Já chega de andar com o mundo às costas." E lá dentro, Catarina Pires explorava os universos de A Inutilidade do Sofrimento, um livro que foi best-seller em Espanha e é bastante útil à mentalidade portuguesa.

Na verdade, a nossa maior especialidade - juntamente com o clássico "desenrasca" - é a queixa. A lamúria. O desfiar do rol das desgraças que sempre nos impedem de dar um passo em frente. "Muitos ais". Muito pouco "mais". Andamos com o mundo às costas mas... não fazemos nada com ele. Li-mitamo-nos a carregá-lo com sofrimento, pena de nós próprios e um evidente sentimento de injustiça.

Curiosamente, no entanto, apreciamos aqueles que não afinam por este diapasão. A popularidade de José Sócrates deve-se, em boa medida, a uma atitude "empreendedora" do Governo e do seu líder. Há muito tempo que não víamos tanta iniciativa. Não me lembro de ler Vasco Pulido Valente elogiar um Governo como o fez na sua crónica do Público - com as salvaguardas óbvias e os avisos prudentes... - e o mais pessimista dos nossos cronistas não está só. Parece que, da crise, emergem paraísos inesperados.

Como a nossa mania das lamúrias é uma doença endémica, entusiasmamo-nos com atitudes como a de José Sócrates, mas mantemos a reserva em relação a nós próprios e não perdemos o olhar desconfiado: "não deve ser bem assim", adoramos dizer. Olhamos o país sempre de fora, como se não fizéssemos parte dele. E essa é a nossa condenação.

No dossier da Notícias Magazine encontrei um provérbio chinês que deveria estar colocado em todas as repartições públicas (ao lado do Simplex, claro...), em todas as casas de Portugal, nas lapelas dos casacos, nos vidros dos carros, talvez até mesmo em permanência nos rodapés das televisões. Diz assim: "Se tem remédio, porque te queixas? Se não tem remédio, porque te queixas?"

Assim, com a irónica serenidade oriental, ali estão as duas perguntas que nos devem ser colocadas diariamente. Repetidamente. Até à exaustão. Só pelo cansaço venceremos os nossos eternos complexos. Eu, por exemplo, já estou cansado de ouvir queixas. De me queixar. E no fim deixar andar... "

"E esta hein?"

segunda-feira, abril 03, 2006

Question Time (para mim e para voces)

Oi decidi aceitar o deafio da Penelope e responder a este inquerito:

A. O que estava a fazer há 10 anos atrás?
Provavelmente a stressar por causa de um ou outro teste de nono ano... mal eu sabia o que me esperava dai a alguns anos...

B.O que estava a fazer no ano passado?
Por esta altura estava a trabalhar no laboratorio provavelmente e a preparar a minha apresentacao para um congresso em Portugal (demoro muito mais a preparar uma apresentacao em portugues!)

C. Cinco snacks de que gosto:
1. HobNobs
2. Pasta de sapateira (feita por mim) em cima de tostas de trigo
3. Doritos de galinha e pimenta com Humous
4. Donuts fresquinhos
5. Triangulos da vaca que ri

D. Cinco músicas cujas letras conheço de cor:
Atencao nao conheco nenhuma letra completa... mas estas sei a maior parte (acho eu!)
1. Borrow (Silence 4)
2. Queen of Hollywood (The Corrs)
3. Solta-se um beijo (ala dos namorados)
4. Try Again (Lucia Moniz)
5. King of Pain (Alanis Morrissete)

E. Cinco coisas que faria se fosse milionária:
1. Mandava construir a casa dos meus sonhos
2. Entrava como socia numa clinica veterinaria + hotel com a minha sis
3. Passava 6 meses do ano a viajar (e dava dinheiro aos meus pais para se reformarem e fazerem o mesmo)
4. Montava uma empresa para o Pedro
5. Doava muito dinheiro a instituicoes de caridade

F. Cinco coisas que gosto de fazer:
1. Viajar
2. Conversar com o Pedro
2. Ler
3. Nadar
4. Passear a beira mar
5. Ir ao cinema

G. Cinco coisas que nunca voltaria a vestir/calçar:
1. Fato da primeira comunhao (oh desgraca)
2. O conjunto de saia e casaco de veludo violeta que obriguei a minha mae a comprar-me quando tinha 8 anos (claro que ja nao me serve, mas onde é que eu estava com a cabeca)
3. O equipamento de Educacao Fisica (t-shirt branca, calcao branco e sabrinas... meu deus)

H. Cinco "brinquedos" favoritos:
1. O meu namorado (desculpa, mas peluches tb sao brinquedos)
2. O meu computador
3. O leitor de mp3
4. O Tico e o Tarzan(mesmo brinquedos)
5. As cadelas lá de casa!

Quem quiser responder ao inquerito de cima... forca... entretanto preciso da vossa ajuda... Quando voltar para Portugal o titulo deste post nao vai ser o mais indicado... mas nao quero mudar a morada... e acho que vou continuar a ser para sempre a Ana do pais dos dragoes... por isso decidi adicionar algo ao titulo. Na sidebar estao algumas das sugestoes para votarem... e se se lembrarem de mais alguma ideia toca de dizer... quero ver onde isto vai dar!


Jokas