segunda-feira, setembro 05, 2005

O coelho Acácio


Aqui vai ficar registada para a posteridade a história do coelho Acácio...

Como voces já devem saber, a minha casa em Portugal é mais ao menos um zoo... com animais de estimacao e animais que temos para consumo. Pois bem entre os caes, gatos, pássaros, cabras, também temos coelhos... a maior parte deles sao coelhinhos brancos (julgo que é uma raca australiana, mana corrige-me se tiver errada!) E sempre foi assim... Quando eramos pequenas e o nosso avo era vivo, era muitas as vezes em que eles nos vinha avisar em casa quando ninhadas novas de coelhos nasciam... ainda me lembro de várias vezes quando ainda era pequena de ele me levantar para eu poder ver aqueles seres minusculos, sem pelo nem graca no meio do ninho de pelo...
Desde cedo a minha irma mostrou uma certa inclinacao para veterinária... eu pelo contrário todos dao gracas a deus que nem sequer pensei nisso, porque por mais que goste de animais nao tenho jeito para tratar deles (quer dizer, dar comida, limpar, escovar, levar ao veterinário, vai... mas o resto...) Bem mas já estou a sair da história...
Ora bem... um dia quando era mais pequena numa das nossas (minhas e da minha sis) visitas as coelheiras, já nem sei bem como é que descobrimos um coelhinho ainda bem pequeno que tinha caido do ninho e que tinha ficado com as patitas presas no estrado, e que infelizmente as tinha partido... por isso a mae o tinha rejeitado... ora a nossa costela activistas pelos direitos dos animais conseguiu convencer o nosso avo a tirar o coelhito da coelheira e po-lo numa gaiola de pássaros... como nao tinha mae eu e a minha irma tomámos como nossa funcao a alimentacao do coelhito... que nem sei bem porque desde que o vimos foi chamado de Acácio, o coelho paralitico...
Lembro-me que era verao...e que todas as tardes depois de chegarmos da praia (e já nao me lembro se de manha também)iamos as duas com um copo de leite gordo e um conta-gotas dar comida ao Acácio, ficávamos uma meia hora a dar-lhe leite, lembro-me de lhe limpar a boquinha com um pano velho... e de ele ser tao pequenito que cabia perfeitamente nas nossas maos de crianca... lembro-me que o faziamos numa mesa antiga de madeira escura ao pé do tanque de lavar a roupa, e de um lado tinhamos a arca de sal onde se guardavam a carne salgada... por trás a adega com as pipas....
Quanto tempo alimentamos o Acácio nao sei mas nao terá sido mais de uma semana, mas entretanto o Acácio já era uma atraccao, contávamos a toda a gente sobre o Acácio... a cada alimentacao a barriga do pobre Acácio aumentava... Um dia o nosso avo veio ter connosco e disse-nos que o Acácio tinha morrido... lembro-me que fiquei triste, acho que na altura pensei que o Acácio tinha rebentado pois o meu avo disse-nos que o leite nao era apropriado para coelhos e lembrei-me da barriga que crescia... na minha memória ficou a imagem do coelho... e da minha irma a comer tomates como se fossem macas... nem sequer sei porque é que associei as duas coisas... que saudades...

Acho que a história ficou pela minha mente talvez por ter sido uma das primeiras tarefas que eu e a minha irma fizemos juntas (antes davamo-nos menos bem)... Como é exemplificado pela história do cordeiro Joca que fica para outro dia...

Jokas a todos

Ana

PS: sim eu sei que esta nao é uma história de final feliz... mas é algo que para sempre vai ficar comigo...

20 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Carla Yu disse...

Olá!
Já no outro dia andei a ver o teu blog e gostei muito. Vou frequentá-lo mais vezes.
Beijinhos
Carla Yu

Nocas disse...

eia aninha!! que show;) adorei a tua história...menos o facto do Acácio, o coelho paralítico, ter morrido.. provavelmente eu fui uma das malucas que considerou o pobrezinho como uma atracção;)
O final: GENIAL!!! adorei a parte em que contas que a nossa mana comia tomates como quem come maçãs...mas realmente tb n percebo o porquê de te teres lembrado disso..lol
Ah, outra coisa, fico à espera da história do " ela n pq é um escaravelho"...lolol
jinhos fofos anocas

Nocas

Taina disse...

mau mau mau... a nossa relação frágil em nada tinha a ver com o joca... tinha era mais a ver com a minha safadez e esperteza qd era canita... ora essa...
Já uma miuda não pode ser marota!

Micas disse...

São estas lembranças doces da nossa infancia que nos aquecem nos dias cinzentos...Beijinhos

Rita_in_UK disse...

Ola Ana,
Realmente e' pena a historia ter um final tragico , pois foi muito bonito apreciar como duas criancas ganham o sentido de responsabilidade por um animal fragilizado.
Bjinhs,
Rita

Someone Here disse...

Olá minha linda!!
Regressada de férias venho aqui deixar uma beijoca!
Espero que esteja tudo bem contigo!

nokas disse...

ola!
eu tambem tive um coelhinho qd era pequena. adorei a tua historia!beijinhos***

nokas disse...

..quer dizer, tirando a parte do coelhinho ter morrido, obviamante. bem..e da parte dele ser acacio, o paralitico. coitadinho do bicho.
...ai, desculpa , hoje nao estou a dizer coisa c coisa. o que eu quis dizer foi que me fizeste lembrar do meu querido coelhinho. tenho saudades desses tempos :)

Pitucha disse...

Bonitas memórias da infância, quando o mundo está todo à nossa frente...
Beijos

mamy disse...

Apesar de não ter acabo em bem, mostra que os animais ajudam na nossa educação, as demonstrções de carinho estão sempre presentes...

Beijinhos Mamy

Lucia disse...

Coitadinho do coelho, mas a história apesar de ter um final triste, é bonita porque mostra o teu cuidado e da tua mana por estas criaturas...
Vamos aguardar pela história do cordeiro Joca para ver se o final é um pouco melhor...
Beijinhos

Vilma disse...

Apesar do final, o vosso cuidado com o coelhinho foi lindo e isso é que importa!
Eu também tinha coelhinhos e brincava com eles como se de gatos se tratassem...quando os iam matar para comer, eu fugia.... era um desgosto enorme!
Beijos minha querida!

kikas disse...

Nem sempre os finais são felizes mas até esse final parece-me que a relação com a mana foi muito feliz por isso tiraram daí uma bela recordação...
beijocas
kikas

anitacanita disse...

Hehe... essas historias são para continuar! Sim porque tens muitas...tu e a tua mana!

Beijinhoos e boa semana

AnaBond disse...

dizes bem, nem todas as histórias têm finais felizes, mas isso é o que menos importa, neste caso.
as recordações têm um gostinho especial... e faz bem lembrá-las.

Taina disse...

Ana... de um lado o tanque e no outro aquela casa de banho verde pavorosa lol mesmo ao lado dos pombos. txiii onde é q isso já vai :)

Sara MM disse...

É como os filmes: os de final triste são os que marcam e que por isso sabemos ter gostado mais... pensa lá se não é...
BJs

Rita disse...

Tadinho do coelho. Nem com o vosso carinho e dedicação ele resistiu.
Beijocas, grandes!!!

rita camelo disse...

O Acácio infelizmente já tinha o seu destino reservado! Mas gostei do nome! Acho que serve na perfeição para um coelhinho!

E acho que todos os manos no inicio não se dão lá muito bem... ehehehe
Beijocas doces