quinta-feira, maio 24, 2007

legalidades, autenticações e outras bodegas! (ou a saga da Apostilha)

Atenção post muito longo!!!

Puxa!!! Só me apetece dizer asneiras... já levaram a minha paciência ao limite...

Querem uma história pois aqui vai ela:

Era uma vez uma menina que fez um curso no Reino Unido e depois o Doutoramento... ao voltar para Portugal sabe que tem que pedir algum tipo de equivalências ao diploma pois nesta terrinha (mas também noutras...) não pode trabalhar na função pública sem ter o aval de uma univerisade portuguesa...

"Mas então e o famoso tratado de Bolonha? Não era suposto dar equivalências dos cursos portugueses no estrangeiro e vice-versa? E o grau de doutoramento não é um grau universal... especialmente feito na União Europeia?" Pensa ela!!!

Mas não a Dona Burocracia mete sempre o nariz onde não é chamada! E a míuda (mais giro que menina) lá começa a ver o que precisa para tratar dos processos de equivalências... Para pedir as equivalências do doutoramento tem que primeiro pedir da licenciatura... e só quando tiver em mãos o documento de equivalências da licenciatura é que pode pedir o de doutoramento.. "Bolas!!" pensa a míuda...

Mas ainda há esperança!!! Afinal pode registrar-se o diploma de doutoramento que funciona na mesma... é mais barato (uns miseros €180) e mais rápido...
"Parece que o Simplex está a funcionar!!!"

"O que é que eu preciso para registar o diploma?" pergunta a míuda.
"Basta uma cópia autenticada da tese com uma apostilha de Haia e uma copia autenticada do diploma!" respondem-lhe...
"Bestial! Vou já pedir para me autenticarem a cópia da tese em Cardiff!!!" pensa a míuda!

Se tudo fosse assim tão simples! Ninguém sabia o que era essa coisa da Apostilha de Haia...
"Não existe tal coisa míuda!!!!"... e a míuda começava a desesperar...
Até que um dia depois de muitas horas à espera ao telefone conseguiu falar com alguém que lhe disse que afinal não era preciso Apostilha nenhuma... bastava assinaturas da faculdade a reconhecer aquela cópia como de acordo com o original.
"YUPIII!!! Vou já imprimir cópias da tese e mandar para ser autenticadas!" pensa a míuda... e assim foi!

Enquanto esperava pela chegada das cópias da tese autenticadas, a míuda, que certa manhã não tinha nada para fazer resolve ir aos Serviços Académicos perguntar quanto tempo demora o processo a ficar pronto depois da entrega de todos os documentos...
"Ah... e tal... nós só recebemos os documentos... tem de ir à reitoria para saber o que quer que seja sobre o processo!"

A Míuda ficou um bocadinho chateada... mas pronto...isso passa.. vai um café e uma água com uma gatinha... e toca de partir rumo à reitoria!

Chegada à reitoria toca de procura quem lhe possa responder às perguntas. Encontra a senhora... muito simpática! Explica tudo tudo!! E tudo estava bem.... Até se falar na Apostilha.... No Parque Mayer era a "Maldita cocaína" aqui é a "Maldita Apostilha"... Afinal a apostilha que lhe tinham dito que não era necessária, era precisa, mas não na tese, era precisa no diploma...

"OK! E onde é que eu arranjo isso?" pergunta a míuda.
"Acho que é no consulado do Reino Unido" responde a senhora simpática.

Volta a míuda ao gabinete... arranja o número do consulado...
"Ah... e tal... só damos informações das 9 às 9.30, das 12 às 13, das 14.30 às 15 e das 16.30 às 17!"... Mas que raio de horário é este??? De qualquer forma toca de esperar pelas 12... chega as 12... e cai a primeira pedra...
"A apostilha só pode ser posta pelo Legalisation Office, em Londres!!!!"

"Londres??? A sério?" a míuda está parva... mas pronto, começa a resignar-se com uma viagem inesperada... mas precisa de saber quanto tempo tem de ficar em Londres para tratar do assunto... Tem que ligar para o Reino Unido... mas só atendem telefones depois das 14... toca de esperar...

Chega às 14 horas... depois de muita conversa... boas noticias e más noticias... As boas são que este assunto pode ser todo tratado por correio... demora um bocado mais mas será sem dúvida mais barato... as más notícias são que a cópia a enviar do diploma para levar a famosa Apostilha não pode ser autenticada por um notário português!!! Tem de ser alguém reconhecido pelo governo Britânico...

Toca de ligar para o consulado... mas esperar até às 14.30... antes disso ninguém atende... Chega a hora...
"Ah, mas isso tem de ser feito no British Council... não é aqui no consulado!"...
"Podia dar-me o número para o qual devia ligar no British Council?" pede a míuda já com a sanidade mental a passar para o outro lado...

E pronto... lá vai ela ligar para o British Council...Azar dos azares... só há UMA pessoa que a pode ajudar... e não está lá hoje...
"Ligue amanhã!" a resposta do outro lado da linha...

A míuda desliga o telemóvel... e decide escrever no blogue... em vez de sair do gabinete e matar a primeira pessoa que lhe passar em frente...

Pensando bem estas coisas dos blogues são uma terapia espectacular...

PS: se tiveram coragem de ler até ao fim: sim eu devia ter ido falar com a senhora simpática mais cedo... quem me manda a mim confiar nas pessoas!

8 comentários:

Ana disse...

Eh sempre assim, quando toca a burocracias, ha mil e uma porta a que temos que bater antes de resolvermos o nosso "problema".
Mas sabes que aqui eh a mesma coisa?!!
Espero que resolvas isso bem depressa, e sem precisares de ires a Londres (se possivel).
Beijocas

Gatinha disse...

Ufa! Deixaste-me sem fôlego! Vais ver que tudo vai correr bem! Bjocas

bekas disse...

Li tudiho até ao fim... e já não me espanto com estas sagas....
Maldita burocracia!
Boa sorte, Ana e MUITA paciência!!!
Beijos

Kátxinha disse...

Bem...que grande aventura!Espero que consigas resolver tudo o mais rapidamente.

Boa sorte

anitacanita disse...

LOL eu sei q é uma tristeza mas o teu relato é a comédia. Boa sorte com isso e vivam os blogs com o seu poder terapêutico!

beijocaaaaa

Ana Rangel disse...

Apre! Isto é demais... :(

Alecrim disse...

Bom, ainda bem que decidiste escrever no blogue, senão amanhã serias notícia nacional...

Um beijinho.
E paciência.

Sara MM disse...

incrível!!!!

nem de propósito conseguiriam complicar mais!!

nem parece verdade!
e está tão bem escrito, tão divertido, que podia ser mesmo uma estória cómica! :o)


bem, quem ficou a ganhar foi o blog e nós! :o)


boa sorte para o resto da saga!
sim, porque o melhor é contares já com teres de enfrentar um I, II, II, IV... tipo Rocky!

ah! e se levasses umas luvitas daquelas, já agora! :oD


Bjss