terça-feira, agosto 21, 2007

qualquer coisa

Não tenho escrito muito... nem sei bem porquê...
Entrar no ritmo de trabalho a sério tem sido um processo lento... porque na Covilhã embora fosse para a faculdade todos os dias não tinha a responsabilidade de lá estar como aqui. Acho que já me ambientei e já aprendi bastante...
Estou a gostar de viver no Porto e sem dúvida que não me importava de aqui ficar... para além do meu contrato, a ver vamos...
Entretanto, os dias de verão quase inexistente vão passando, e eu não me importo que não haja verão a sério... peço desculpa a quem o deseja, mas como férias este verão não existem prefiro ir trabalhar um bocadinho mais "à fresca".
A Bolacha ultimamente anda a testar a nossa paciência... voltou o furacão! e eu que pensava que ele estava do outro lado do oceano, afinal está bem instalado em nossa casa... faz de tudo para nos provocar... e azares dos azares, nós não achamos muita piada e temos de a por de castigo... espero que ela volte a acalmar brevemente... ela estava tão meiga e quieta quando nos mudámos para o Porto... eu quero que ela volte a ficar assim!!! Pode ser?
Entretanto estou com bastante trabalho no lab... volto para dar notícias assim que os meus dedos perderem a preguiça e decidirem teclar algo de jeito.

3 comentários:

Gatinha disse...

Olá Amiga! É normal teres menos vontade de escrever, a mim às vezes também me acontece. A Bolacha anda outra vez a portar-se mal, ai ai. Bjocas

Rita disse...

Sabes... Acho que acontece a imensa gente: vive-se no Porto, adora-se a cidade e, mesmo que acabes por a deixar, queres voltar.... A mim aconteceu-me! Já não me imagino noutro sítio!... Ai que saudades.... :-) (quando eu voltar quero um passeio de reconhecimento pela cidade... para me mostrares o que já esqueci!)

Ana disse...

A Bolacha devia era de dar uns cursos de maluqueira a minha Catarina, esta minha gata eh tao triste e quietinha que as vezes penso que esta doente.
Eu gosto de gatos malucos, ja tive uma gata que subia os cortinados e atirava-se com toda a forca para cima da mesa posta arrastando os pratos e copos para o chao, o que eu me ria com ela....